Despedida

Desembargador federal Thompson Flores participa de última sessão no CJF

24/06/2019
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • TRF4 no Flickr
  • Assine o RSS do TRF4

A sessão do Conselho da Justiça Federal (CJF) realizada nesta segunda-feira (24/6) marcou a despedida do presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador federal Thompson Flores, que se afasta da função de membro do Colegiado em razão do término de mandato. Ele será sucedido pelo desembargador federal Victor Luiz dos Santos Laus, que assume a presidência do TRF4 no dia 27 de junho, para o biênio 2019-2021.

Representando o Colegiado, o presidente do CJF e do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, fez um breve discurso de homenagem ao conselheiro Thompson Flores, a quem se referiu como um vocacionado julgador. “Com os pés na transição e olhar no futuro, o conselheiro Thompson Flores destaca-se por sua capacidade de gestão dinâmica e visionária, tendo criado o museu do TRF4 iminentemente digital com utilização de tecnologia não apenas para mostrar inovação na área do processo eletrônico como também decisões judiciais que fizeram história ao longo de três décadas de existência do tribunal”, elogiou Noronha. 

O presidente do TRF4 recebeu uma placa de homenagem em nome dos demais membros do Conselho entregue pelo ministro do STJ Paulo de Tarso Sanseverino, que exaltou a trajetória profissional e desejou boa sorte ao colega.

O presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), juiz federal Fernando Mendes, também entregou ao companheiro de magistratura uma placa de reconhecimento pela atuação como conselheiro do CJF. “O presidente Thompson Flores sempre contribuiu para o fortalecimento e engrandecimento da Justiça Federal. Nem sempre concordamos, isso faz parte do processo democrático, mas o conselheiro sempre esteve com muita disposição e ajudou muito o trabalho da Associação”, ressaltou o magistrado.

Ao ter a palavra, o desembargador federal Thompson Flores cumprimentou todos os integrantes do Colegiado, agradeceu as condecorações e fez uma menção especial aos servidores da Justiça Federal pela qualidade do trabalho prestado.

“Eu assumi a presidência do tribunal em uma circunstância pessoal muito particular: exatamente 40 anos antes, meu saudoso avô, ministro Carlos Thompson Flores, nome que pronuncio com muito respeito e saudade, assumia a presidência do Supremo Tribunal Federal. Era um homem de refinada educação intelectual e refinada educação no trato, como se exige de quem exerce aquela alta função. Dele herdei seu grande nome e tenho feito todo o possível no estudo e na forma de seguir seus passos na magistratura”, despediu-se.

Thompson Flores

O desembargador federal Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz é natural de Porto Alegre e tem 56 anos. Graduou-se em Direito pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), de São Leopoldo, em 1985. Quatro anos depois, tomou posse como procurador da República, sendo promovido a procurador-chefe da Procuradoria Regional da República da 4ª Região em 1996. Thompson Flores tornou-se desembargador federal em 2001, assumindo vaga do quinto constitucional destinada ao Ministério Público.

Nos 18 anos de TRF4, Thompson presidiu comissões examinadoras de dois concursos para juiz federal substituto. Foi titular do Conselho de Administração do TRF4 entre 2009 e 2011. Exerceu a direção da Escola da Magistratura (Emagis) do TRF4 entre 2013 e 2015. Presidiu a 3ª Turma, especializada em Direito Administrativo, Cível e Comercial, entre 2011 e 2015. No biênio 2015-2017, foi vice-presidente do tribunal.

De família tradicional de juristas, neto do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Thompson Flores, o presidente do TRF4 também se destaca pela  produção intelectual de trabalhos e artigos em diversas áreas do Direito.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CJF